Curso Perícia Odontologica Curso Pericia Odontologica

Dentista pode ser mei? Tire todas as dúvidas sobre o assunto


Dentista

Abrir um consultório odontológico requer algumas etapas. Além de criar um plano de negócios e comprar os equipamentos necessários, ainda existem questões burocráticas para resolver — o que sempre deixa muitas dúvidas.

Uma dessas dúvidas é sobre ser autônomo ou pessoa jurídica, como no caso do Microempreendedor Individual.

Afinal, dentista pode ser MEI?

Esse questionamento é feito por muitos profissionais, principalmente aqueles recém-formados que ainda não têm experiência no mercado, muito menos abrindo o próprio negócio.

Aqui, vamos tirar dúvidas sobre a possibilidade de um dentista ser MEI, respondendo a essa e outras perguntas. Acompanhe!

O que é preciso para ser MEI?

O Microempresário Individual é o profissional que trabalha por conta própria e resolve formalizar o seu trabalho como uma pequena empresa.

Sendo o modelo mais recente de empresa no Brasil, ele responde a alguns critérios. Veja quais são:

  • 1º – Renda anual bruta de até R$60.000,00, ou R$ 5.000,00 mensais;
  • 2º – Ter somente um funcionário registrado;
  • 3º – Não ser sócio ou titular de nenhuma outra empresa;
  • 4º – Se enquadrar em uma das atividades permitidas.

Com base no último requisito, dentistas não podem ser MEI.


Profissões que já tenham uma regulamentação específica não se encaixam nas atividades permitidas para esse modelo de empresa.  

No entanto, existem outras opções para o dentista que quer ter as vantagens de ser um microempresário, como é o caso da microempresa optante do Simples Nacional.

Aliás, vale destacar agora a diferença de ser Pessoa Física e Pessoa Jurídica, bem como o que é mais vantajoso para o profissional que deseja montar uma clínica ou consultório, com ou sem funcionários.

Pessoa Física x Pessoa Jurídica

Qual é a melhor forma de pagar imposto, como Pessoa Física ou Jurídica? Existe um momento certo para legalizar o consultório dentário? Entenda isso agora!

Antes de mostrar mais detalhes, já adiantamos a resposta: na maioria das vezes vale mais a pena pagar impostos como Pessoa Jurídica, já que a carga tributária para Pessoa Física/Autônoma é maior, com uma taxa de Imposto de Renda 27,5%.

Porém, não basta apenas optar por ser Pessoa Jurídica, é preciso saber qual a melhor forma de pagar impostos, se é pelo Simples Nacional ou pelo Lucro Presumido. Entenda cada uma das duas:

  • Simples Nacional: Existe uma escala fixa de taxas que cresce em cima do faturamento do profissional. Além disso, inclui o INSS Patronal, pago quando há funcionários. Nesses casos, essa opção é mais vantajosa.
  • Lucro Presumido: Nessa forma de tributação, o dentista pagará um percentual de 23% sobre o seu faturamento, mas pode sofrer variações de acordo com o município, além de não incluir o INSS de funcionários, que representa uma taxa de 27%.

A escolha pela forma de tributação de Pessoa Jurídica vai depender do faturamento do dentista, assim como o número de funcionários que a clínica possui.

Portanto, é importante buscar orientação contábil para escolher as melhores taxas para o seu consultório e entender o momento certo de mudar a forma de contribuição.

——–

Gostou de entender sobre a possibilidade de um dentista ser MEI? Está abrindo um consultório ou clínica e quer saber mais sobre empreender na Odontologia? Baixe o nosso Guia do Dentista Empreendedor e tire todas as suas dúvidas para montar o seu consultório!


Comentários


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.