Por que produzir materiais ricos para informar seus pacientes

Nos últimos anos, termos como “inbound marketing”, “marketing de conteúdo” e “marketing digital” têm sido comentados com frequência seja em reuniões de startups, em meio a profissionais autônomos ou em grandes empresas. O problema é que, à primeira vista, palavras como leads, métricas, engajamento e landing pages parecem não se encaixar em nada em setores como engenharia, gastronomia ou odontologia.

Ledo engano. Para esses profissionais, o marketing digital pode, sim, trazer incrementos interessantes nas práticas diárias. E muito disso se passa pela criação de materiais ricos, ou seja, um conteúdo mais aprofundado e relevante que você disponibiliza em uma landing page (uma página de conversão) em troca de informações como nome, e-mail, ramo de atuação do visitante.

Mas como e por que produzir materiais ricos pode ajudar o dia a dia do seu trabalho? No caso dos cirurgiões-dentistas, por exemplo, é uma ferramenta útil para buscar novos clientes, fidelizar os antigos e se diferenciar em um mercado competitivo por meio de autoridade e reconhecimento.
[ecp code=”dentistas-curso-2″]
Através dos formulários das LPs você também pode obter dados relevantes e anseios do seu público e verificar oportunidades de crescimento de atuação, novos pacotes de serviços e até possíveis expansões do seu consultório para outras localizações.

Em quais tipos de materiais ricos devo investir?

Uma vez que você decidiu e entendeu por que produzir materiais ricos é importante para o seu consultório, começa a dúvida sobre qual formato utilizar. O mais comum é realmente o e-book, mas em momento nenhum isso significa que ele deve ser o único usado. Variar de formato, inclusive, é uma boa alternativa para quem não possui tempo, recurso ou conhecimento técnico em diagramação para produzir um conteúdo de qualidade em forma de livro digital.

Aqui é essencial frisar que um conteúdo disponibilizado como material rico deve ser interessante, aprofundado e realmente relevante para o público que o consome. Você tem de ter em mente que ele está oferecendo as informações dele em troca deste material e por isso ele não pode se decepcionar ao se deparar com o seu conteúdo.

Algumas das possibilidades de produção de materiais ricos dentro da Odontologia são webinars ou gravação de seminários; dicionários e glossários específicos da área; quiz, por exemplo, sobre quão bem seus pacientes sabem sobre os hábitos de higienes básicos; infográficos com informações relevantes; vídeos e tutoriais explicando as dúvidas mais comuns dos seus pacientes; planilhas para acompanhamento de tratamentos dentários; artigos técnicos sobre um determinado tratamento comentado e explicado, podcasts para serem ouvidos no carro comentando novidades de tratamentos, um minicurso ou até mesmo o bom e eficiente e-book.  

Algumas ferramentas disponíveis na internet facilitam a sua criação e diminuem uma parcela das barreiras técnicas. São algumas delas o Soundcloud, o Ease.ly, o Prezi, o Infogr.am, o Audacity, o Word e o Premier. O YouTube também oferece uma ferramenta de edição básica de vídeos.

Não existe uma regularidade demarcada para a produção de materiais ricos. Ela deve ser feita de acordo com as suas capacidades para garantir que o conteúdo siga de qualidade. Mas bimestral ou trimestral é uma boa meta para se ter.

No entanto, é fundamental que você divulgue esse material para que todo o seu esforço não tenha sido em vão. Utilize a sua base de e-mail, as redes sociais, seu site, listas de discussão em plataformas especializados e até pense em estratégias de divulgação em sites parceiros ou semelhantes.

[ecp code=”dentistas-ebook-2″]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *