Curso Perícia Odontologica Curso Pericia Odontologica

3 motivos para você se matricular no curso de Toxina Botulínica Tipo A e Preenchimento Facial


motivos para você se matricular no curso de Toxina Botulínica Tipo A e Preenchimento Facial

A toxina botulínica é uma neurotoxina produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum. Em situações normais, os sete sorotipos dessa proteína podem causar botulismo. Mas se administrado controladamente e com a proteína adormecida é possível utilizá-la para fins estéticos e terapias corretivas.

Esse método se aproveita do fato da toxina botulínica tipo A atuar no bloqueio do neurotransmissor acetilcolina, que envia os impulsos nervosos para as fibras musculares e permite os movimentos. Por isso, essa proteína é indicada para o tratamento de hipersudorese, bruxismo, dores de cabeça de origem odontológica e correção de gengivas superexpostas, entre outros.

Já as substâncias modeladoras usadas na técnica do preenchimento facial permitem o restabelecimento da estética e da funcionalidade de lábios, gengivas e a diminuição de linhas de expressão próximas à boca. 

3 motivos para você se matricular no curso de Toxina Botulínica Tipo A e Preenchimento Facial

Com tantas possibilidades de atuação, confira 3 motivos para incentivar um cirurgião-dentista a buscar uma capacitação em um curso de Toxina Botulínica tipo A e Preenchimento Facial:

1 – Diversificação da prática odontológica

A toxina botulínica tipo A pode ser utilizada no tratamento de bruxismo, sorriso gengival, sialorreias (secreção abundante de saliva) e cefaleias tensionais. Além disso, o uso da Toxina Botuíinica está indicado para carga imediata de implantes, trazendo conforto para o paciente e tranquilidade para o cirurgião dentista. Ela, associada às técnicas de preenchimento facial, garante ao profissional uma gama de atuação ainda maior dentro da odontologia e um tratamento ainda mais completo.

2 – Tratamento rápido e diretamente no consultório

Um curso de Toxina Botulínica tipo A e Preenchimento Facial torna o cirurgião-dentista apto a ministrar as substâncias de forma profissional. A imersão prepara o profissional a realizar o procedimento em seu próprio consultório odontológico.

3 – Opção de renda recorrente

A aplicação da toxina botulínica tipo A não é permanente. Os efeitos podem ser vistos 48 horas após a aplicação, mas a duração média do procedimento varia entre quatro e seis meses. Por isso, ao inserir esse procedimento na prática odontológica o cirurgião-dentista também adquire uma renda recorrente dos pacientes que apostam neste tipo de tratamento.


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.