Avaliação Dentista Niterói/RJ Avaliação Dentista Niterói/RJ

10 dúvidas sobre o aparelho ortodôntico autoligado


dúvidas sobre o aparelho ortodôntico autoligado

Na hora de escolher um tratamento dentário para corrigir os dentes, muitos questionamentos vêm à cabeça: o preço, as vantagens, as indicações etc. Especialmente quando um sistema é mais novo e com mais tecnologia. Neste post, vamos responder a algumas dúvidas sobre o aparelho ortodôntico autoligado.

Os aparelhos autoligados são aqueles que têm os arcos ortodônticos ligados aos braquetes diretamente, sem a necessidade de ligaduras elásticas. Essa mudança traz algumas vantagens interessantes em relação aos tratamentos convencionais, mas ainda suscitam muitas dúvidas.

Veja a resposta para algumas dúvidas sobre o aparelho ortodôntico autoligado

1 – Sistema autoligado é mais caro?

Quando o assunto são as dúvidas sobre o aparelho ortodôntico autoligado, o preço está entre as primeiras questões. O valor dos aparelhos autoligados varia de acordo com a marca escolhida e o material, desejado – metálico, de cerâmica ou transparente. Em todas essas situações, o custo tende a ser maior do que na colocação dos sistemas tradicionais.

No entanto, os materiais utilizados são mais resistentes, o que faz com que exijam menos consertos custosos. Além disso, ele tem um tempo de tratamento menor (até sete meses a menos, de acordo com pesquisas), o que pode fazer com que os preços dos dois sistemas se equiparem.

2 – Ele dói menos?

A grande diferença do sistema autoligado é que os arcos ortodônticos são ligados aos braquetes diretamente, sem a necessidade de ligaduras elásticas, também chamadas de borrachinhas. Essa mudança causa uma diminuição significativa das forças aplicadas sobre os dentes e periodonto (gengiva, ossos, ligamentos etc).

E sem as borrachinhas o atrito não é só menor, mas também contínuo. As ligaduras elásticas se desgastam após alguns dias, fazendo com que a tensão se perca. No sistema autoligado essa tensão se mantém constante e, por isso, os dentes se movimentam de forma mais constante e suave.

3 – Como é feita a limpeza?

Essa é uma das dúvidas sobre aparelho ortodôntico autoligado mais comuns. Por ser considerado um aparelho mais higiênico, muitas vezes dá a entender que exige menos limpeza. Isso não é verdade.

A diferença é que as ligaduras dentárias facilitam o acúmulo de bactérias que causam a placa bacteriana e cáries. Mas nos dois sistemas é necessária uma higiene bucal adequada, com o uso de fio dental e escovações três vezes ao dia.

A higiene, inclusive, é um pré-requisito não apenas para que o paciente não desenvolva enfermidades bucais ao longo do tratamento, mas também para acelerar no processo. Isso porque, para que o aparelho consiga movimentar os dentes, ele precisa que ocorra um deslizamento entre os braquetes e o fio com o menor atrito possível. Se a placa começa a se formar, causa mais atrito e dificulta essa movimentação.

4 – O tratamento é mais rápido?

Como falado anteriormente, o tempo de duração de um tratamento está intimamente ligado também com os hábitos dos pacientes (como higienização). Mas com a utilização de braquetes autoligados o tempo do tratamento é reduzido em até 24%, segundo pesquisas.

Esse fato ocorre porque com uma tensão mais constante é possível agilizar a movimentação dos dentes e da arcada dentária e, consequentemente, diminuir o tempo do tratamento.

5 – De que cor é o aparelho?

Os aparelhos autoligados são mais discretos porque não utilizam as ligaduras elásticas. Têm a possibilidade de ser produzidos em metal ou de materiais transparentes, que deixam os braquetes ainda mais imperceptíveis.

6 – Ele pode causar manchas nos dentes?

Por serem porosas, as borrachinhas acumulam com facilidade restos de comida que causam placas bacterianas e algumas manchas nos dentes. No entanto, alguns modelos de aparelho autoligado também podem ser feitos de cerâmica, evitando a formação de manchas.

Ainda assim, é recomendado reduzir o consumo de alguns alimentos e bebidas com muitos pigmentos, como café, vinhos tintos, refrigerantes e chimarrão.

7 – O sistema autoligado reduz a necessidade de extração de dentes?

Essa é outra das mais frequentes e comentadas dúvidas sobre aparelho ortodôntico  autoligado. O sistema permite expansões na arcada dentária maiores do que o método convencional, tornando mais raras as extrações dentárias para criar espaço para a movimentação dos dentes. No entanto, não é uma obrigatoriedade.

A retirada ou não de um dente tem de ser determinada por um cirurgião-dentista de acordo com o caso de cada paciente.

8 – Em que casos o aparelho autoligado é recomendado?

Os aparelhos autoligados têm um desempenho melhor do que os convencionais nas fases de alinhamento e nivelamento, porque permitem que a movimentação seja feita mais rapidamente e com uma amplitude também maior. Por isso, problemas como dentes desalinhados, mordidas cruzadas, nascimento de dentes fora do lugar entre outros são bastante recomendados para esse tipo de aparelho.

Na fase de fechamento de espaços e de acabamentos, não já uma diferença significativa entre o sistema autoligado e o sistema ligado.

9 – Vou precisar usar contenção após o tratamento?

As contenções são utilizadas para tentar minimizar a ação de diversos fatores e preservar as mudanças de reposicionamento feitas através do uso de aparelhos ortodônticos. Um desses fatores são as próprias forças empregadas no momento da mastigação.

Por isso a necessidade ou não da contenção depende da avaliação do dentistas. Mas o uso de um aparelho autoligado ou ligado não influencia nesta decisão.

10 – Existe mais de um tipo de aparelho autoligado?

Sim. Existem os aparelhos autoligados passivos e ativos. Os dois têm basicamente o mesmo sistema e não precisam do uso de borrachinhas. Também há um tipo chamado de interativo que concentra habilidades dos dois outros.

Nos passivos, o fechamento do braquete não faz tanta pressão no arco ortodôntico, e por isso tem um desempenho melhor na movimentação dos dentes do que no controle da rotação e da inclinação deles. Já nos ativos essa rotação é mais acentuada.

A escolha entre um e outro deve ser feita por um cirurgião-dentista que irá avaliar as opções disponíveis no mercado em termos de custos e os benefícios para o tratamento da condição de cada paciente.


Comentários


  • Antonia valdirene says:

    Olá queria tirar uma dúvida presisei colicar o aparelho opitei pelo o auto ligado fiz à movimentação tava tudo certo no dia à odonto fala pra mim q nao é presiso eu colocar o auto ligado porem esse aparelho é pra pessoas com presisao maior, fiauei na duvida por q é só pra alinhar meus dentes , mas não me conformo será q ela ta certa me ajudem por favor! Obrigada

  • Estou em tratamento com o aparelho autoligado só que ocorre do fio centrou ficar escapandodoa dentes dos fundos tanto superior como inferior é normal ou existe algo errado ele não pode sair

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *