Curso de Especialização em Ortodontia - Turma 32 - 25/07 Curso de Especialização em Ortodontia - Turma 32 - 25/07

O guia rápido do dentista recém-formado!


Logo depois de finalizada a graduação, ou mesmo nos últimos períodos antes da tão esperada festa de formatura, os recém-formados geralmente sofrem de uma grande ansiedade. São várias as inseguranças: como sobre entrar no mercado de trabalho? Qual será a melhor escolha sobre especialização? Como conseguir uma boa remuneração, ser feliz e, ao mesmo tempo, conseguir experiência? Se você também anda se fazendo essas perguntas, não se desespere e continue acompanhando o nosso artigo para conferir o guia rápido do dentista recém-formado!

Como consigo me inserir?

Ficar antenado sobre as tendências no mercado, reciclar seus conhecimentos, fazer cursos de especialização e se dedicar sinceramente à profissão escolhida são medidas básicas e fundamentais para iniciar qualquer carreira promissora. É através dessas ações que o profissional vai conseguir firmar-se no mercado e adquirir conhecimento para atrair mais pacientes.

Desde o início do curso, o aluno já deve ter disposição e interesse para correr atrás dos seus objetivos, estudando com afinco, tentando um estágio mesmo que não remunerado, participando de congressos e eventos sobre o tema etc. Esses são meios de se inserir no mundo da sua nova profissão para conseguir terminar o curso já com muito mais chances de conseguir um emprego.

Quais as minhas opções?

Abaixo, listamos os prós e contras sobre algumas possibilidades de inserção dos dentistas recém-formados no mercado de trabalho:

Ser funcionário de um consultório

É legal por que:

  • Você não tem que se preocupar com burocracia e questões administrativas, como pagar funcionários, contas, etc. Você apenas faz o seu trabalho e recebe o seu salário no fim do mês;
  • Geralmente existem outros profissionais mais experientes, que irão te auxiliar e orientar se bater aquela dúvida;
  • Você terá a oportunidade de ganhar experiência e melhorar suas habilidades;
  • Você vai aprender sobre como funciona um consultório e, se no futuro quiser abrir o seu próprio, já saberá o que esperar.

A parte ruim:

  • Você trabalha para alguém: o seu chefe. Ele vai te dar ordens, controlar os seus horários, verificar suas metas e, dependendo de como for o seu superior, o seu emprego pode ser mais ou menos agradável;
  • Os horários de trabalho são definidos e fixos, dificilmente haverá muita flexibilidade;
  • Você não controla sua agenda ou quantidade de atendimentos: isso é predeterminado de acordo com a sua chefia.

Arrumar um sócio

É legal por que:

  • Você vai aprender sobre a sua profissão, negociações e acordos com um outro profissional que pode — ou não — ser mais experiente;
  • Existe a chance de inserção mais fácil no mercado, caso o seu sócio já conheça o a área e possa te dar dicas sobre pacientes.
  • As decisões estratégicas são tomadas em conjunto, e todas as responsabilidades divididas. Se os sócios trabalham em sintonia, o ganho é grande.

A parte ruim:

  • Dívidas anteriores podem ser cobradas a você, caso se associe a alguém com problemas financeiros;
  • As decisões são em conjunto, nada será decidido apenas por você, e nada garante que a sua opinião prevalecerá. Achar o sócio ideal, isto é, aquele que complementa seus pontos fracos além de ser uma pessoa séria e dedicada, fará todo diferencial.

Comprar um consultório já existente

É legal por que:

  • Já tem um fluxo de capital permanente;
  • Já possui clientela fiel.

A parte ruim:

  • Há o risco de responder sobre um mau tratamento anterior ou problema judicial;
  • Você poderá assumir problemas financeiros ou administrativos e burocráticos;
  • Sem necessidades de obras, permitindo início imediato dos atendimentos.

Abrir o seu próprio negocio

É legal por que:

  • É possível escolher o local e personalizar de acordo com o seu gosto;
  • Você será seu próprio chefe;
  • Sua agenda e seus horários de atendimento serão determinados de acordo com a sua vontade.

A parte ruim:

  • O capital não vem imediatamente. É preciso considerar um certo tempo até você conseguir seu lugar no mercado de trabalho. Será necessário investir um bom dinheiro ou até fazer um empréstimo no banco;
  • Você ainda não tem clientes e, no início, é bem provável ter um prejuízo financeiro, até se encaixar no mercado e cativar seus pacientes;
  • A responsabilidade do funcionamento do consultório é toda sua;
  • Você é o chefe. Terá que cobrar, dar ordens e organizar todos os funcionários, além de dar conta de todos os gastos.

É importante destacar que um curso de especialização nunca é perda de tempo!  Quanto mais você se especializar, melhor se sairá e mais oportunidades aparecerão. O mercado de trabalho está repleto de profissionais. O diferencial é justamente o que você precisa buscar para se destacar. Invista sem medo!

Se você tem alguma dica ou quer compartilhar a sua experiência escreva para nós através dos comentários!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *