Tratamento com Invisalign Tratamento com Invisalign

Medo do dentista? Veja como superar


Mãos suando, corpo tremendo, palpitações, lágrimas e borboletas revirando no estômago são algumas das sensações que costumam incomodar os pacientes antes das temidas visitas ao dentista. Para muitos, o consultório odontológico é um lugar nada amigável e por diversas vezes, os pacientes associam esse estabelecimento à dor. Isso é um erro, afinal, os consultórios odontológicos existem para a manutenção da saúde bucal e deviam inspirar sentimentos como segurança, confiança, tranquilidade e bem-estar.

Quem pensa que o medo de dentista é exclusividade das crianças, está muito enganado. Recentes pesquisas apontam que de cada 10 adultos, 3 têm medo de ir ao dentista. Esse número é preocupante, já que o temor afasta os pacientes dos consultórios odontológicos, dificulta diagnósticos de doenças, além de atrapalhar nas realizações de procedimentos. Quer saber como superar o medo de dentista e garantir um sorriso cada vez mais bonito e saudável? Então continue lendo o nosso artigo!

Descubra se você é odontofóbico

Para superar o medo do dentista você precisa primeiro saber se você é odontofóbico ou apenas não gosta de fazer visitas regulares aos consultórios odontológicos. Se você vive adiando as consultas, começa a sofrer por antecedência antes de um procedimento e ao sentar na cadeira, imediatamente cruza os pés, trava os dentes, segura nos braços do móvel, fecha os olhos e tensiona os ombros, certamente você tem medo de dentista e o avental branco e famosos motorzinhos te causam pavor.

Tranquilize-se buscando informações

A principal causa do medo de dentista é, ainda, a falta de informação. Alguns mitos reforçam a ideia de que todo procedimento dói e isso aumenta o temor do paciente. Para eliminar esse problema de vez, esclareça as dúvidas sobre os tratamentos diretamente com o seu dentista, pesquise informações sobre os problemas bucais e procedimentos dentários, converse com pessoas que passaram por situações similares e veja como isso vai te deixar mais seguro e tranquilo.

Escolha um profissional de confiança

Antes de realizar qualquer tratamento odontológico, pesquise a reputação do profissional no mercado e escolha um dentista que te inspire confiança, afinal, saúde bucal é coisa séria. É importante que, além de você confiar no dentista, vocês tenham uma empatia e afinidade imediatas, pois vários tratamentos são longos e se você não ficar à vontade e não simpatizar com o dentista, o medo tende a ser uma constante desde a primeira consulta, até o final do tratamento.

Acredite no poder da anestesia

Na maioria das vezes, a dor excessiva que o odontofóbico sente é imaginária, mas quando se trata de procedimentos orais, realmente pode haver dores, dormências, inflamações e desconfortos. Porém acontece que todas essas sensações são plenamente suportáveis, sobretudo, porque os cirurgiões dentistas aplicam anestesias leves e seguras para que os procedimentos fluam da forma menos incômoda possível.

Controle a ansiedade

Nos casos mais graves de medo de dentista, é possível tratar a fobia com terapia, acupuntura e massagem. Alguns consultórios até já oferecem aos clientes cadeiras massageadoras e relaxantes para os pacientes se tranquilizarem antes dos procedimentos. Outros tantos profissionais usam estratégias como sedação consciente, fones de ouvido, telas transmitindo shows e filmes e por aí vai.

Apesar de as alternativas para driblar o medo de dentista serem variadas e cada vez mais modernas, a regra de ouro é controlar a ansiedade e essa capacidade está unicamente com o paciente, embora o dentista possa tranquilizá-lo, agindo com calma e esclarecendo todas as suas dúvidas.

E então, você vai ficar mais tranquilo na sua próxima consulta? Lembre-se que a visita regular ao dentista só vai melhorar cada vez mais a sua saúde! Você ainda tem alguma dúvida, escreva pra nós através dos comentários!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.