Tratamento com Invisalign Tratamento com Invisalign

6 dicas para estimular as crianças a cuidarem dos dentes


Quando se fala de ortodontia e colocação de aparelhos nos dentes muitas pessoas acreditam que isso se relaciona com fins estéticos. Porém, o tratamento ortodôntico é uma questão de saúde, melhorando a qualidade de vida do paciente, seja com dores devidas a ATM, a problemas de limpeza dentária causadas por mau posicionamento dos dentes, melhoria do posicionamento dos ossos da face, entre outras coisas. E sim, também há fins estéticos que resultam na melhoria da auto estima do paciente.

Porém, é preciso começar este tipo de tratamento precocemente. Poucos são os pais que levam seus filhos ao ortodontista antes da adolescência, por acreditarem que é preciso esperar toda a dentição ser trocada para começar um tratamento ortodôntico – o que não é verdade.

Nesse post vamos tratar da importância do tratamento preventivo em crianças e jovens, principalmente entre 7 e 12 anos. Veja e tire as suas dúvidas sobre o assunto.

Corrigir problemas na estrutura óssea

Durante a fase de crescimento das crianças, a formação óssea da face ainda não está completa. Então é possível corrigir alguns problemas de estrutura óssea, como por exemplo abrir espaço na arcada para que os dentes permanentes possam emergir com espaço adequado e corrigir arcadas posicionadas muito para frente ou muito para trás.

Alguns desses problemas podem acabar sendo tão graves no futuro que só poderão ser corrigidos com o fim da formação óssea através de procedimentos operatórios, que são extremamente mais inconvenientes para o paciente.

Evitar que dentes nasçam tortos

Também é possível prevenir que alguns dentes nasçam “tortos”, fazendo com que eles já fiquem na posição correta, os guiando para posições mais favoráveis para uma possível intervenção futura com aparelhos ortodônticos. Assim, evita-se dentes “encavalados”, principalmente os caninos e também dentes protruídos (inclinados para frente)

Melhora no processo de alimentação

Outro ponto importantíssimo também para a saúde da criança é que com a ortodontia preventiva se torna possível corrigir maus hábitos de sucção e deglutição, que podem prejudicar a dentição permanente e também a saúde do paciente.

É possível também corrigir a mastigação, que acontecendo de forma errada pode sobrecarregar mais um lado da face do que outro. Isso desgasta mais os dentes do lado mais utilizado, o que pode acarretar em problemas no futuro.

Ganho de autoestima

Também tem o lado da autoestima da criança, que com um sorriso mais bonito pode se sentir melhor consigo mesma. Evita-se também possíveis práticas de bullying com as crianças, o que pode gerar sérios problemas, inclusive depressão infantil.

Saúde em dia

Outras melhorias diretas para a saúde também dizem respeito à respiração, podendo prevenir e tratar apneia do sono, ronco e outros problemas respiratórios. E, logicamente, facilita a higiene de dentes e gengivas, evitando cáries, gengivites, outras doenças e mau hálito.

Por isso, se você tem uma criança começando a troca dos dentes de leite, procure um ortodontista para avaliação. Caso seja preciso no futuro algum tratamento corretivo, ele terá menor duração caso já comece o acompanhamento imediatamente.

Além disso, é um tratamento menos incômodo para a criança, em todos os aspectos, evitando até mesmo intervenções cirúrgicas. Por isso, lembre-se dos cuidados com os dentes das crianças e jovens. E mesmo com o acompanhamento ortodôntico, a criança deve fazer tratamentos de profilaxia, visitando um dentista, pelo menos, de 6 em 6 meses.

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários.


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.