Curso Perícia Odontologica Curso Pericia Odontologica

Dicas para manter o equilíbrio emocional na rotina de dentista


Atuar como profissional da odontologia envolve muito mais que apenas o atendimento ao público. Além de lidar com pacientes todos os dias, o dentista ainda precisa se relacionar com seus sócios ou colegas e gerenciar, no mínimo, suas despesas com os atendimentos. Isso tudo ainda se soma à necessidade constante de administração do tempo, pois é comum o excesso de trabalho nessa profissão.

Envolvendo tantos aspectos, a rotina do dentista pode ser muito estressante se o profissional não tomar alguns cuidados. Como passamos uma grande parte das nossas vidas no trabalho, se houver pressão e estresse demasiado nessa rotina, ficamos desmotivados, ansiosos, deprimidos e podemos até mesmo desenvolver problemas físicos por consequência, como enxaquecas, exaustão e dores musculares.

No entanto, tudo isso pode ser evitado se você seguir algumas dicas, que o ajudarão a manter o equilíbrio emocional e ter uma rotina saudável ainda que agitada. Confira a seguir!

Tenha um bom gerenciamento financeiro

Se você tiver um consultório, precisará gerenciar muitas outras coisas além da parte financeira, como a burocracia legal, o agendamento de consultas e talvez até funcionários. Nesse caso, fazer cursos de capacitação em gestão é muito útil para que você não se incomode e consiga dirigir seu negócio da melhor maneira. Mesmo que atue em outros locais, as despesas para o atendimento sempre existirão e precisam ser administradas. Por quê? Instabilidade financeira é uma das principais causas de desequilíbrio emocional, resultando em estresse, irritação e ansiedade. Portanto, tenha um excelente controle financeiro desde o início de sua carreira e, se necessário, faça cursos que o capacitem nessa área.

Administre bem seu tempo

Embora possa haver épocas de mais intensidade no trabalho, em que você atende pacientes até mais tarde e faz pouquíssimos intervalos, é importante que não passem de períodos determinados. Para manter um bom equilíbrio emocional, você precisa dormir a quantidade necessária de horas, alimentar-se bem e, ainda, ter tempo para sua vida pessoal, relacionando-se com amigos, família e fazendo alguma atividade que lhe dê prazer.

Esse cuidado é necessário para que você não fique sobrecarregado durante seu serviço e possa executá-lo com calma, atenção e empatia, características essenciais no trabalho do dentista.

Crie um clima de parceria com seus sócios

Outra causa para desequilíbrio emocional são os problemas entre sócios, quando discordam sobre uma decisão ou quando um deles toma atitudes sem consultar seus parceiros. Antes de tudo, é necessário criar um clima de companheirismo e respeito entre os sócios, em que todos entendam que não deve haver competição, mas apoio mútuo para o crescimento do negócio.

Um clima mais amigável faz com que haja compreensão e, principalmente, dá liberdade aos sócios para que falem claramente o que pensam e como se sentem para com determinado assunto. E uma boa comunicação é a base para evitar conflitos e estresse, resolver problemas rapidamente e melhorar processos.

Saiba lidar com clientes difíceis

Existem pacientes que não reconhecem o trabalho do dentista e reclamam de quase tudo – procedimentos, valor, atendimento, equipamentos utilizados. Também existem clientes que se informam erroneamente na internet antes de ir à consulta e então questionam cada atitude, bem como a competência do dentista. Esses casos podem causar um mal-estar na rotina de trabalho e principalmente desmotivar o profissional que não esteja preparado para lidar com clientes assim.

Tente entender o perfil de cada paciente e ofereça aquilo que, para ele, é mais importante, como boas condições de pagamento, informações completas sobre os procedimentos ou até um pouco de conversa. Ainda assim, você precisa ter segurança de ser um bom profissional com base no seu trabalho. Independentemente do que alguns dizem, você não pode deixar que sua autoestima e motivação profissional dependa de comentários eventuais.

Também saiba lidar com as críticas de forma positiva. Em vez de se estressar com elas, use-as para melhorar seu atendimento, afinal, elas podem ter fundamento!

Quais outras dicas você conhece para manter o equilíbrio emocional na rotina do dentista? Deixe seu comentário e enriqueça esse artigo!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.