Curso Perícia Odontologica Curso Pericia Odontologica

Orientando pacientes: conheça as melhores dicas para dar explicações


Qualquer que seja a situação, desde os pacientes que vão passar por intervenções cirúrgicas até aqueles que vão tratar de minúsculas cáries, as pessoas ficam muito mais confortáveis e confiantes nos procedimentos quando o profissional de saúde que estiver atendendo seu caso lhes presta informações sobre o que vai acontecer com eles.

O simples diagnóstico já alivia um pouco o aborrecimento que o paciente tiver com a dor de dente ou outro problema, mas será preciso mais do que isso para lhe deixar menos ansioso e mais consciente das coisas que serão importantes para se fazer dali para frente, sobretudo se ele precisar mudar alguns hábitos e condutas.

Quer saber algumas dicas para orientar melhor seus pacientes e dar explicações na medida certa? Então, veja a seguir!

Use imagens

As imagens podem ser um complemento fantástico para as mensagens oralmente divulgadas, e se você tiver fotos ou lâminas ilustradas que mostrem ossaturas, cortes esquemáticos ou outros casos que são tratados no consultório, use-os como auxiliar nas suas explicações sobre métodos e tratamentos. Lembre-se que há pessoas muito visuais que entenderão muito mais o que está sendo dito através de exemplos gráficos.

Use uma câmera intra-oral

Foi-se o tempo em que o paciente sabia o que seria feito em sua boca através de fotos e com a demonstração de um molde da arcada dentária. Hoje em dia, a tecnologia está à disposição dos dentistas e muda de vez essa realidade. Com o uso de uma câmera intra-oral o profissional mostra ao cliente tudo o que ocorre na boca dele. Assim, ele visualiza o problema de forma nítida, interessante e, o principal, de forma real, sem o uso de imagens de terceiros.

Explique como será o tratamento

Você poderá decerto aproveitar certas imagens para mostrar a atual condição do paciente e onde quer chegar com os procedimentos que serão feitos e também apresentar modelos, moldes e apetrechos diversos. Mas talvez a coisa mais importante seja explicar em detalhes como o tratamento será realizado, seus efeitos no paciente e como ele poderá colaborar para ter uma recuperação mais rápida.

Incentive o paciente a perguntar

Esteja sempre aberto às dúvidas do paciente e solicite que suas dúvidas venham à tona. Não pense que saberá de tudo o que a pessoa deverá questionar: muitas vezes os pacientes têm questões inesperadas, de acordo com seu ritmo de vida, sua rotina e suas situações pessoais.

Empregue linguagem didática e mais simples

É bem provável que o paciente não entenda ou não esteja acostumado com a linguagem técnica dos tratamentos dentários. Você até pode usar os jargões da profissão, mas deverá em seguida explicar de forma mais simplificada, dentro do senso comum, sempre que perceber que a pessoa não está entendendo muito.

Afinal, a ação de explicar deve ter a óbvia intenção de oferecer esclarecimentos para que a outra pessoa entenda o que está sendo dito. E existe um modo bastante fácil de saber se a pessoa entendeu o que foi exposto ou mostrado por você: simplesmente, pergunte a ela se ela entendeu ou tem dúvidas a respeito.

Em um plano mais geral da saúde, vários estudos comprovam que pacientes bem informados reagem melhor aos eventuais altos e baixos de um tratamento demorado. Com a odontologia, é claro, não poderia ser diferente.

Como você vem orientando ultimamente seus pacientes na sua rotina no consultório? Seus clientes lhe pedem explicações sobre os procedimentos e as técnicas que serão utilizadas no tratamento? Esteja certo de que, se você der atenção às dicas acima, eles ficarão muito mais tranquilos e satisfeitos com seu atendimento.


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.