Avaliação Dentista Niterói/RJ

A importância da Contenção Ortodôntica


Cada pessoa tem uma resposta diferente do seu organismo aos tratamentos ortodônticos, e por isso há a preocupação por parte dos profissionais da área quanto à tendência dos dentes voltarem à posição original e comprometerem os resultados alcançados com o uso de aparelho fixo.

No passado, acreditava-se no ramo que, uma vez postos os dentes em suas respectivas disposições, possibilitando assim uma boa oclusão (“mordida”) ao paciente eles permaneceriam imóveis. Porém, ao longo dos últimos anos, estudos e pesquisas comprovaram que independente da posição e do tempo de tratamento, e se houve tratamento ou não, grande parte das pessoas irá observar mudanças em sua mordida e alinhamento dentário ao longo da vida.

A respeito das pessoas que usaram algum tipo aparelho ortodôntico quando adolescentes ou já na fase adulta, essa tendência de movimentação pode acontecer de duas principais maneiras:

A primeira é durante os primeiros meses pós-tratamento, onde logo depois da conclusão deste – principalmente nos primeiros 18 meses –, se não houver o devido cuidado, pode acontecer a tendência quase que imediata desse movimento dos dentes às suas posições originais.

A segunda a acontece de maneira mais lenta, originada pelo envelhecimento e maturação natural do corpo. Da mesma maneira que, ao ficarmos mais velhos, os tecidos criam “rugas” e outras falhas, o tecido dos dentes, apesar de mais duro, também se modifica. O arco dentário pode ficar mais curto e estreito, provocando a conhecida “ruga da boca”, por exemplo, entre outras transformações e problemas nas posições dos dentes.

Esses dois momentos de modificação comprovam que esse fenômeno pode acontecer em qualquer fase da vida, uma vez que os dentes e ossos, ligamentos, tecidos e fibras ligados a ele possuem uma memória, o que faz natural a tendência de voltar à sua posição primária. Dessa forma, é indispensável visitar freqüentemente o seu ortodontista para o devido acompanhamento e evitar assim o retorno dessa má formação.

A única forma de garantir a estabilidade do alinhamento dos dentes e da mordida após o tratamento com aparelho fixo é com o uso da contenção ortodôntica. Sua escolha será feita pelo profissional de acordo com as especificidades de cada caso e com as vantagens que trará ao seu paciente.

A fase da contenção se inicia logo após a conclusão do uso do aparelho. É um passo fundamental para a manutenção dos resultados conseguidos com a aparatologia fixa, e por isso é fundamental a colaboração e paciência do cliente para compreender a importância dessa ferramenta e prosseguir com o tratamento.

Leia mais: Tipos de Aparelhos Ortodônticos.

As contenções para a parte superior da arcada dentária são removíveis, enquanto para a arcada inferior elas podem ser tanto fixas como removíveis. Podem ser coladas atrás dos dentes ou postas a frente, e o seu uso varia de acordo com o tipo de recidiva que se deseja evitar ou amenizar.

Entre os diversos tipos existentes, a mais popular é a Placa de Hawley: um tipo de contenção móvel utilizado na parte superior da arcada dentária. Ela não tem a função de promover movimentações dentárias ou ósseas como o aparelho, mas atua mantendo os dentes na posição final no momento pós-tratamento e é uma das mais escolhidas pelos profissionais.

Em termos gerais, o tratamento busca o reposicionamento funcional da oclusão por meio da mudança no arranjo dos dentes, que acaba por trazer uma nova adaptação dos músculos, tecidos periodontais (os que estão diretamente envolvidos na fixação do dente ao osso), posição de língua e lábios, entre outros aspectos. Porém, não há nenhuma disposição exata que garanta um resultado permanente e imutável. Dessa forma, após sua conclusão, as contenções fixas e removíveis cumprem o papel fundamental de manter os dentes em suas posições corrigidas por tempo indeterminado, controlando quaisquer mudanças não desejadas.

Leia mais: Tratamentos ortodônticos.

É por meio desses aparatos que o alinhamento da boca e dos dentes alcançado será mantido no longo prazo. Por isso, é importante conversar com o seu ortodontista a respeito do uso da contenção logo no início do processo para compreender as suas vantagens e importância para a manutenção do seu novo sorriso.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *