Curso Perícia Odontologica Curso Pericia Odontologica

O que o dentista deve considerar ao precificar o atendimento?


A tabela de preços do seu consultório foi elaborada avaliando seus gastos fixos mensais, variáveis, concorrência e público-alvo?

Definir preços para sua hora clínica e procedimentos dentários é algo que gera várias dúvidas entre os dentistas. Afinal, na prática, vemos que os preços de atendimentos variam muito de um consultório para outro. Como saber então precificar para captar clientes, não ter prejuízo financeiro e ainda garantir lucro mensal?

Existem diversos fatores que influenciam diretamente no processo de precificação em serviços odontológicos. Por esse motivo, é quase impossível que haja uma tabela de preços padrão por atendimento, utilizada por todos os profissionais e em todos os lugares. Cada dentista precisa considerar os tópicos a seguir, no seu contexto e, assim, encontrar os valores adequados conforme a sua realidade e os seus objetivos.

Despesas mensais

A primeira coisa a ser levada em conta são suas despesas, afinal ganhos em consultório precisam cobrir, pelo menos, o que você gasta. Some então todos os valores gastos anualmente para exercer sua profissão, como registro no CRO, custos com associações de classe, contas de água e luz do consultório, compra de novos equipamentos, além de incluir um valor reserva para despesas de emergência. Divida a soma total por 12 meses e você saberá quais são suas despesas mensais. Depois, divida esse valor por quantos dias você trabalha no mês, para saber quanto é seu gasto diário. Por fim, divida esse valor pelo número de horas que você trabalha por dia e, assim, saberá qual seu gasto por hora. Com base nesse número, você terá noção do valor mínimo que terá de cobrar por hora para não ficar no prejuízo.

h2>Procedimento odontológico

Conforme o procedimento, acontece variação no tempo de consulta e tratamento, bem como nos materiais necessários. Portanto, você precisa levar em conta esses detalhes quando precificar os procedimentos odontológicos.

O Sindicato dos Odontologistas do Estado de São Paulo apresentou uma tabela atualizada em 2013, Valores Referenciais para Procedimentos Odontológicos (VRPO), baseado em outras tabelas, entre elas a da Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos. Esses são apenas valores de referência, pois cada profissional deve avaliar o seu negócio para estabelecer uma tabela de valores adequada.

Faça um cálculo do valor gasto (em tempo e materiais) para cada procedimento odontológico que você oferece. Juntamente com esse fator, leve em conta a concorrência para sua precificação!

Concorrência

Não adianta você querer cobrar R$ 150,00 por um procedimento quando sua concorrência cobra R$ 50,00 para atender ao mesmo público-alvo e na mesma região. Se você fizer isso, ficará sem clientes. É por esse motivo que a VRPO não se aplica em todos os contextos. Faça uma pesquisa de campo e encontre um valor para cada procedimento, que respeite suas despesas fixas, os gastos com o procedimento e a concorrência. Se você não puder acompanhar a precificação da concorrência por causa das suas despesas, pode cogitar mudar seu consultório de localização ou focar em outro público-alvo.

Público-alvo

Quando se tem um consultório, é necessário definir claramente seu público-alvo, afinal, a depender da sua especialidade, terá clientes bem definidos. Com base nele, você vai adaptar o local, o marketing, seu atendimento e os preços.

Se seu foco forem clientes de uma classe alta, você poderá elevar os preços, pois também terá de investir mais na infra-estrutura do local e nos serviços oferecidos. Já se seu foco são clientes com menos poder aquisitivo, você precisará baixar um pouco os preços e oferecer melhores condições de pagamento. Para atender e precificar bem, você precisa conhecer e considerar as expectativas do seu público-alvo no mercado.

Objetivo: captar ou manter a clientela

O seu objetivo também influencia na precificação. Se você já atua há anos no mercado e possui uma base sólida de clientes fiéis, você pode precificar considerando todos os aspectos já falados aqui, estabelecendo valores justos e que garantam o lucro ideal para você. Mas se está iniciando no mercado e precisa captar clientes, baixar um pouco os preços é uma boa estratégia de marketing. Você talvez possa considerar atuar por um tempo sem receber muito lucro, o que é normal para empresas recém-abertas, em compensação, captando e atraindo clientes, que serão fidelizados e garantirão o sucesso do seu consultório no futuro.

Como você pode ver, precificar não é um procedimento simples, já que existem diversas variáveis para serem levadas em conta. Analise seu contexto conforme essas dicas e saiba precificar de maneira justa e lucrativa, assim assegurando o seu espaço no mercado.

A precificação final pressupõe mais do que simples cálculos, embora seja absolutamente essencial este conhecimento e prática. O preço final deve partir do valor calculado e caminhar em direção à capacidade de pagamento por parte de seu público-alvo, levando em conta ainda a prática dos demais “concorrentes” na região e o valor atribuído pelo cliente.

Disponibilizamos uma planilha de formação de preço para você saber exatamente quanto cobrar por cada procedimento e o lucro que cada um deixa para seu negócio. Clique aqui para baixar!


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.