Curso Perícia Odontologica Curso Pericia Odontologica

Ética na odontologia: uma discussão importante


Ética na Odontologia

Ética é sempre um tema importante e necessário, pois se trata de uma ferramenta essencial para direcionar as relações sociais e tudo o que envolve o outro. A ética na odontologia não é diferente.

Desempenhar a profissão com ética é a base para ter uma profissão reconhecida e benéfica para os pacientes e a sociedade como um todo.

A percepção dos pacientes sobre a conduta dos profissionais sempre trará um julgamento ético, visto que ela dispõe justamente sobre a função do dentista como promotor de saúde, bem-estar e outros tantos valores relacionados à profissão.

Diante disso, neste material, mostraremos como a ética na odontologia influencia a relação entre profissionais e pacientes, bem como se insere em tratamentos, procedimentos, e, até mesmo, na divulgação do trabalho de dentistas.

Continue acompanhando e participe dessa discussão conosco!

Código de Ética Odontológica

O atual código de ética da odontologia foi validado em janeiro de 2013 e regula os direitos e deveres do cirurgião dentista, assim como dos demais profissionais que exercem atividades na área de Odontologia (técnicos, auxiliares e pessoas jurídicas).

O código estabelece os direitos fundamentais de acordo com as atribuições reconhecidas pelo conselho federal da profissão, bem como deveres fundamentais em relação ao público atendido.

Dentre os direitos estabelecidos estão aqueles relacionados aos tratamentos, que devem sempre preservar a Odontologia enquanto área de conhecimento científica e a dignidade de sua profissão. A seguir, falaremos mais detalhadamente sobre esse aspecto. Acompanhe!

Ética na Odontologia e tratamento dos pacientes

Primeiramente, o profissional deve se ater ao limite de suas atribuições, que envolve o diagnóstico, o planejamento e a execução de tratamentos, além, é claro, de sempre guardar as informações do paciente sob sigilo.

O profissional de Odontologia deve também se recusar a executar qualquer tipo de atividade que não diga respeito à sua competência legal.

Além disso, todo cirurgião dentista deve recusar qualquer disposição que limite o pleno exercício de sua área em tratamentos e procedimentos necessários, independentemente de ser estatutária, institucional ou regimental.

Outro fator de extrema importância, sobre o qual a ética odontológica dispõe em relação ao tratamento do paciente, é o tempo de tratamento. Ele deve ser decidido em qualquer circunstância pelo dentista, levando em conta sua experiência e capacitação profissional.

Somado a esses aspectos, o código dispõe sobre a documentação odontológica necessária, o respeito às diferenças, as regras quanto à cobrança de honorário e outros tantos temas presentes na clínica diária.

Tudo isso visa a preservar a saúde do paciente e o reconhecimento da Odontologia como uma das principais áreas da Saúde, essencial para a vida da população.

Ética na Odontologia x Publicidade

Não podemos falar em ética na odontologia sem abordar a questão da publicidade. Sabendo que o serviço prestado pelo publicitário é o principal objeto de divulgação do profissional de Odontologia, é preciso compreender como ele pode se tornar fonte de clientes sem ferir o juramento ético da profissão.

Para isso, há uma resolução que define o que pode ou não ser veiculado pelos profissionais, assim como a forma correta de fazer o seu marketing.

Dentre as regras, podemos destacar a obrigatoriedade de divulgar o número de inscrição da pessoa física ou jurídica no conselho de sua região e o nome do cirurgião dentista, constituindo infração ética o não cumprimento dessas orientações.

Outras infrações éticas dispostas no código são:

  • Fazer publicidade ou propaganda enganosa;
  • Divulgar títulos ou especializações que não possua;
  • Divulgar técnicas e atividades não reconhecidas pela profissão;
  • Dar consultas ou diagnósticos por quaisquer meios de comunicação de massa;
  • Divulgar dados do paciente sem consentimento livre e esclarecido (nome, endereço, idade, etc.);
  • Aliciar pacientes por meio de promoções, descontos e outras ferramentas dessa natureza.

Há muitas outras orientações que devem ser seguidas pelo profissional para garantir que ele passe uma imagem que esteja de acordo com os preceitos éticos, todas elas dispostas no Capítulo XVI do Código de Ética Odontológica.

Como se pode ver, o marketing para dentistas é um pouco diferente de áreas comerciais comuns, pois se trata de uma importante face do setor da saúde, envolvendo valores importantes.

No entanto, a ética na odontologia não visa a proibir a publicidade e divulgação, mas sim orientar de forma que a verdadeira razão da existência da profissão nunca seja distorcida ou aviltada.

———

O Guia definitivo de Marketing para Dentistas mostra de que forma você pode utilizar os instrumentos do marketing a favor do seu negócio, respeitando os princípios éticos da sua profissão.

Ele ajuda profissionais de diferentes especialidades da odontologia a construírem uma marca sólida diante do seu público.

E você, sente que está preparado para o mercado de Odontologia? Veja aqui neste material que preparamos sobre Como o dentista pode se preparar para o mercado de trabalho!


Comentários


  • Isaque Mateus disse:

    Em relação a publicidade na odontologia, o código só tem o objetivo de proteger dentistas antigos que não se modernizaram e não conseguem fazer frente a profissionalização de uma franquia. O objetivo não é proteger a imagem da odontologia e sim proteger Dentistas que não se modernizaram.

    Novos dentistas em suas clínicas particulares estão fadados ao fracasso se seguirem esse código, assim como vemos todos os dias colegas vendendo os seus consultórios.

    Tanto é verdade que CFO e CRO recentemente foram a Brasilia pedir que não fossem abertas mais faculdades de odontologia, querem realizar reserva de mercado, querem diminuir a quantidade de profissionais para cobrarem menos.

    Quanto mais faculdades, mais pessoas se formando, tendo uma profissão digna, tendo acesso a educação, e a população tendo acesso a saúde, e não apenas os mais ricos.

    Falam muito contra redes como OralSyn, OralUnic e OralDents, mas sem elas a população viveria desdentada.

  • gostaria de saber se é crime ou se tem alguma punição ao dentista que coloca algo na boca do paciente sem falar que será cobrado por fora do convenio e só depois fala o valor?

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.