Curso Perícia Odontologica Curso Pericia Odontologica

3 motivos para você fazer o Curso de Atualização em Oclusão e Dores Orofaciais Crônicas


Atualização em Oclusão e Dores Orofaciais Crônicas

A especialização nessa área é relativamente recente. Conceitos ou fundamentos de Oclusão foram ou ainda são ministrados inseridos em outras Disciplinas como a Prótese, Dentística ou Ortodontia. Isso dificulta o aprendizado dessa área que hoje poderia ser considerada como uma disciplina por si só. Isso reside no fato do alto número de conceitos que deverão ser ministrados para o correto entendimento da mesma.

Ainda existe a polêmica e o desentendimento do seu papel na etiologia das dores crônicas orofaciais. Existe um grande número de pacientes com sinais e sintomas de disfunção temporomandibular (DTM): dores na face, dores de cabeça crônicas, dores dentárias de origem não odontogênica, estalidos na Articulação Temporomandibular, travamentos, dores cervicais, dificuldades na mastigação dentre outros.

Sendo assim, confira abaixo 3 motivos para você se atualizar neste assunto:

1. Desmistificar o papel da Oclusão na Etiologia dos diferentes tipos de DTM

Aprender o correto papel da Oclusão dentro da Odontologia e principalmente sua relação etiológica com as diversas dores orofaciais. Ser apto a realizar um diagnóstico diferencial adequado entre uma má oclusão aguda e crônica e consequentemente detectar a sua relação ou não com uma DTM. Cientificamente discutir o que ainda se usa hoje como intervenções irreversíveis preventivas na Oclusão e mesmo a prática não controlada de diversos tipos de aparelhos ortopédicos e placas oclusais. Também discutir como, quando ou em que situação clínica o ajuste oclusal por desgaste seletivo estaria indicado.

2. Aprender a diagnosticar adequadamente

As DTM e outras Dores Orofaciais tem natureza etiológica multifatorial. Torna-se primordial para o sucesso terapêutico que todos esses fatores sejam muito bem compreendidos e diagnosticados durante a fase de exame físico e anamnese.

O sucesso terapêutico só é obtido seguido de  correto diagnóstico. O profissional não pode diagnosticar o que não conhece. Abordaremos pelo menos 6 tipos diferentes de DTM musculares ou neuromusculares, DTM inflamatórias e mecânicas, Dores Neuropáticas e ainda Cefaléias Crônicas como Enxaqueca e Cefaleia Tipo Tensional associadas à Dor Miofascial de Trigger Points. Ainda, discutiremos várias modalidades terapêuticas dentro do contexto científico bem como a realização de um plano de tratamento individualizado para cada caso clínico.

Exames complementares como radiografias periapicais, panorâmicas, tomografias, ressonância magnética e mesmo a polissonografia são realizados somente quando necessários.

3. Sucesso terapêutico nos tratamentos

O maior benefício de ser capaz de realizar um correto diagnóstico é o sucesso terapêutico. Isso é o que todo profissional que lida com esses pacientes busca. À frustração vem do fato do diagnóstico não ser realizado adequadamente e também do profissional desconhecer as adequadas modalidades terapêuticas que tem um fundamento ou comprovação científica. Com a realização desse curso pretendemos dar ao profissional a capacitação para poder diagnosticar adequadamente e consequentemente utilizar da terapia ou terapias indicadas em cada caso. Dessa forma, iatrogenias, frustrações e sofrimento desses pacientes poderão ser evitados.

Ficou interessado em atualizar seus conhecimentos sobre o assunto? Então aproveite e saiba mais sobre o nosso curso “Conceitos atuais na Terapia de Pacientes com Dores Orofaciais Crônicas” clicando aqui.


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.